Quidam – Cirque du Soleil

statuevisversa

Ganhei um presentão da mami: fui com ela assistir o espetáculo Quidam do Cirque du Soleil que esteve em breve temporada aqui em Salvador. Lógico que se não fosse a mami, eu não iria. Preço salgado demais para meu salário minguado.

Preciso começar dizendo que não tinha grandes expectativas. Nunca havia visto nenhum dvd do Cirque du Soleil, apenas algumas reportagens e documentários, então, não sabia exatamente o que esperar. Talvez por isso, tenha saído tão encantada?

Não sei responder, mas palavra nenhuma define melhor o que senti: encantamento! E nem tanto com os corpos elásticos, fortes e capazes do impossível, mas principalmente pelo transbordamento de criatividade que explodia em cada cena, em cada figurino, nas maquiagens, no cenário, na respiração de cada artista.

Em termos artísticos, o Cirque du Soleil é aquilo que chamaria de um oásis de perfeição. Impossível de descrever como cada detalhe era tão significativo e, em número tão grande, que meus olhos mortais não deram conta diante do deslumbre de cores e vida.

Quando saí do espetáculo, procurei na lojinha deles para ver se vendiam frasquinhos com gotinhas que contivessem possibilidades criativas, mas não achei. Se as tivesse encontrado, pingaria algumas em minha cabeça, outras pelo mundo e, com certeza, guardaria umas boas gotinhas para nosso universo bellydance, que agora, mas do que nunca, me parece tão desprovido de imaginação e entusiasmo.

aerialcontortion

O que temos a aprender é uma tarefa monstruosa. Libertar a mente e o corpo de anos de domesticação e repressão é papo pra muita terapia, mesa de bar e outras encarnações.

Desejo ardentemente que o encantamento proporcionado por Quidam, que fez (e ainda faz) meu peito explodir, permaneça comigo e que eu consiga realizar com um pouquinho mais de criatividade cada ação que tenho feito neste mundo… a arte é mesmo uma  coisa transformadora, hein?

Anúncios

Sobre lorymoreira

Baiana, blogueira e apaixonada por música e dança árabe!
Esse post foi publicado em Uncategorized e marcado . Guardar link permanente.

2 respostas para Quidam – Cirque du Soleil

  1. Samara disse:

    Uma mulher que cria uma imagem como “frasquinhos com gotinhas que contivessem possibilidades criativas” precisa de mais criatividade? Oxe.
    Mas é dessa liberdade que a Luana, que vive futucando nas outras artes e nas outras danças está sempre nos incitando a desfrutar. Tem boa dose de razão ela, não?
    Só acho que a gente não pode esquecer que o criativo e o encantador também tem lugar no simples.
    Beijos.

  2. Luana Mello disse:

    Eles são ótimos mesmo, minha principal fonte de referência pros trabalhos da troupe, quando o papo é qualidade. Eles sempre se superam e nunca, nunca saem do salto.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s