O perfume e a dança

Perfume é uma segunda pele

Perfume é uma segunda pele

Muitas mulheres se preocupam com coisas demais quando vão dançar. Não basta só ter uma coreografia. É preciso estar bem maquiada, com cabelo e unhas impecavéis, figurino bonito, pele hidratada e bijouterias de acordo.

Ótimo! Não tenho nada contra esse ritual. Acho que a dança, inclusive, me ajudou a despertar mais essas coisas femininas, na medida em que passei a ter um ritual de preparação anterior às apresentações repletos de óleos aromáticos e cremes hidratantes pro cabelo – coisa que nunca tive muita paciência de fazer.

Mas o que queria falar hoje com vocês é de uma coisa que pouca gente pára pra discutir: que perfume usar para dançar.

Já vi discussões dessas quando se trata de uma apresentação em grupo. Geralmente a pró escolhe uma fragância só para todas as meninas e, assim, entram as mocinhas no palco, cheirosas de um cheiro só. Abençoada seja essa pró!

Outro dia quase tive um piripaque (na linguagem baiana = crise histérica ou interrupção momentânea dos sentidos). Foi no Bahia Orient Festival. O camarim tava lá lotado de mulher. O espaço era minúsculo pra quantidade de gente. Não tinha ar-condicionado, nem sequer um reles ventiladorzinho. Aí alguém resolveu passar perfume dentro do camarim. Quando a primeira criatura pegou o perfume, todas as outras se lembraram do ítem e foi um tal de passa perfume de um lado e passa perfume de outro (cada uma com o seu, óbvio) que a sala ficou impestiada. Saí sufocada. Não dava pra suportar.

Na minha bolsa, carregava um aromatizador de ambientes, desses que a gente compra em loja de cama, mesa e banho mesmo. Do lado de fora do camarim, coloqui-o em meu véu e deixei o bichinho lá, enroladinho. Não passei mais perfume nenhum. Não queria uma briga horrorosa entre meu Thierry Mugler e o aromatizador da Riachuello.

perfume1

Vocês podem me achar louca, mas eu acho que um perfume ruim ou em excesso pode estragar uma dança.

Já presenciei isso. Uma menina linda, dançando uma música linda, mas com um cheiro tão sufocante que estava contando os segundos pra ela acabar logo pra ficar livre daquele horror olfativo.

Eu não sei quanto a vocês, mas eu opto por pouco perfume ou, no caso de aromatizadores de véu, por fragâncias suaves.

Olfato é complicado. Cada um com suas sensibilidades.

Minha mãe por exemplo, passa mal com perfume muito doce. De enjoar mesmo. Disse que isso começou na minha gestação e nunca mais foi embora.

Não puxei a ela. Acho que ela enjoou tanto que fiquei livre disso, mas convenhamos, não dá pra entrar numa sala pequena, pra dançar pertinho das pessoas, com um cheiro tão forte a ponto de causar enjôo no público.

Tenho um segredinho: uso um tiquinho de um perfume bem bom. Ou o Angel (Thierry Muller) ou o Amarige (Givenchy). Eles dois são daquelas jóias em estado líquido que vendem em frasquinhos e dão o nome de perfumes.

Perfumes bons são caros, mas se você faz tanto investimento com roupa, cabelo e maquiagem, por que vai usar perfume barato?

Existem opções nacionais de marcas como O Boticário e Natura que são primorosos também. Pesquise aquele que te deixa linda e invista.

Perfume não é só um acessório. É uma segunda pele. Ele precisa ser bem escolhido e ter a ver com sua personalidade – precisa “caber” em você.

200483459-001Mais tem algumas opções que são caseiras e podem ser deliciosas também:

1. Seiva de alfazema – é super popular, todo mundo gosta, tem cheiro de banho e nem que você derrame um frasco em cima de seu corpo, vai ficar com cheiro excessivo. Aqui na Bahia é muito usada pra purificar o corpo nas festas populares do sincretismo religioso. Axé!

2. Alecrim – compre alecrim selvagem na feira. Deixe dormir um ou dois dias na água dentro de um borrifador. Use no véu. Além de cheiroso, espanta energia negativa e é considerado a planta da felicidade. Óia que propício!

3. Do mesmo jeito que você fez com o alecrim, faça com canela e cravos. O cheiro é delicioso, mas bem forte, então cuidado pra não exagerar, ok? Dizem que é afrodisíaco… que tal testar?

4. Se você for homem, meu bem, está em larga vantagem na nossa frente. Nada como um cheiro masculino numa sala cheia de mulher! Aposte nas fragâncias que tem cheiro de macho mesmo. A gente a-d-o-r-a! Nada de usar perfumes de mulher. É homem e vai encarar a dança do ventre? Encare-a como tal. Tenho certeza que vai fazer muito mais sucesso.

5. Cuidado com a mistura de hidratante + perfume. Hidratantes da Victoria Secret, por exemplo, não cabem com mais nada. Tome banho deles e basta. Vai ficar cheirosa e arrasar. Cuidado só pra não ficar melequenta. Se a música for comprida e você transpirar demais, corre seriamente esse risco.

6. Alguns produtos de cabelo também são o ó do borogodó. Você fica com aquele cheiro impregnado. Se for dar relaxamento ou aquelas escovas que têm fragância, cuidado. É melhor não arriscar colocar mais perfumes por cima.

7. Quando você tiver achado Aquele perfume, adote-o. Associar um cheiro fixo a você é uma estratégia excelente. Já pensou: “lá vem aquela menina com cheiro de flor”…

Agora me contem as experiências de vocês, que perfume usam, o que não gostam de usar e o que mais tiverem vontade.

Beijinho!

Anúncios

Sobre lorymoreira

Baiana, blogueira e apaixonada por música e dança árabe!
Esse post foi publicado em Uncategorized e marcado . Guardar link permanente.

4 respostas para O perfume e a dança

  1. Aina Kaorner disse:

    É imprescindível um perfume delicioso no momento da dança. Particularmente acho maravilhoso o beauty rush de morango, da Victoria’s Secret. Também adoro combinar o hidratante com o perfume, tenho várias “invenções” que caem super bem! (rs) Legal vc abordar esse tema, Lory. A dança perfeita é repleta de “nuances”… beijos!

  2. Elaine disse:

    Oi Lory, eu sou extremamente alérgica, cheiro de perfume acaba comigo, em segundos estou imprestável e com uma dor de cabeça terrível.
    Entro em desespero em qualquer camarim de eventos de dança, fico irritada, com dor, e puta da vida, acho uma falta de respeito gigantesca as bailarinas se borrifarem inteiras sem nem se preocupar se isso incomoda alguém.
    Imagine se eu entrasse nesse mesmo camarim e acendesse um charuto… todo mundo ia ficar puta da vida e certamente iria saturar o ambiente com o cheiro e deixar todas fedendo, é mais ou menos isso que acontece com o perfume, com incenso e afins, para quem gosta (e pode usar) é uma delícia, mas para os alérgicos, aff!

  3. LuArruda disse:

    oi! obrigada pelo coment no blog! Adorei seu post, pois sempre levo meu Lolita Lempicka , mas já passei por cada uma..rs… achei jóia a dica do aromatizador, aqui no interiornão tem disso,menina! vou já atrás do meu.
    beijocas!

  4. Andrea Vieira disse:

    Oi Lory!

    Achei teu blog na lista do blog da Luana Melo. Gosto muito do trabalho dela e como ela escreve.
    Adorei este post sobre perfumes. Minha mãe está fazendo um curso de aormatrepia e tudo que vc falou é certinho. Só uma coisinha o alecrim deve ser usado com cuidado por quem hipertenão pois, tem efeito hipertônico. Já sofri mutio com perfume por causa da minha alergia.
    Adoro alecrim e graças a Deus não tenho pressão alta rsrsrsrs…..
    Bjs.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s