Reconhecendo Estilos: Yearning

Essa música provoca diversas paixonites em nós, bellydancers de plantão. Não é pra menos: a bicha é mesmo danada de linda!

Porém, vamos combinar, difícilima de dançar. Os momentos em que pedem explosão são profundamente complicados. Algumas ignoram, outras correm atrás da música, outras conseguem ler maravilhosamente bem. Mas, essas últimas, confesso ter visto poucas vezes.

Pra mim, até hoje, duas bailarinas marcaram ao dançá-la porque ambas trouxeram intensidade e dramaticidade na medida certa. Ambas foram femininas e delicadas quando deveriam, ousadas quando a música mandava e ambas possuiram presença cênica ímpar ao executá-la, embora possuam estilos completamente diferentes. Legal isso, né?

E quem são essas duas? Bom, a primeira é mais conhecida da gente: a Elis Pinheiro.

A segunda é a baiana disfarçada de libanesa, Martina Câncio.

Agora deixem aqui as suas opiniões.

Beijocas!

Anúncios

Sobre lorymoreira

Baiana, blogueira e apaixonada por música e dança árabe!
Esse post foi publicado em Uncategorized e marcado , . Guardar link permanente.

8 respostas para Reconhecendo Estilos: Yearning

  1. Samara disse:

    É,eu também confesso, essa música é um dos meus dodoís. Aaaamo de paixão, quase choro quando escuto, mas acho que nunca vou dançá-la em público.
    Então fiquei muito feliz quando vi a interpretação da Elis, que eu só posso qualificar como muito próxima da perfeição. Por ela ser da KK, achei que ia rolar um negócio muito absurdamente ballet, mas nem. Adorei. (Nota mental: preciso perder minhas manias e estudar mais brasileiras.)
    A Martina perde pontos óbvios comigo porque sou uma bicha renitentemente egípcia até a medula, mas olha, me surpreendeu positivamente. Dentro do estilo, ela conseguiu um aproveito da música bem superior ao que eu achava possível. Ainda que libanês, ficou classudão.
    Valeu, Lory!

  2. Samara disse:

    * aproveitamento

  3. Laurinha disse:

    Legal você ter feito um post sobre essa música. Eu nunca fui muito chegada em músicas mais lentas. Tenho essa música no meu mp3, mas nunca tinha ouvido ela toda… Na semana passada, nem sei porquê, estava no ônibus e resolvi escutar até o fim… Fiquei tão encantada, que perdi o ponto em que ia descer, rs, desci dois pontos depois, mas ainda feliz e emocionada de ter “descoberto” essa música maravilhosa… Coisas de maníacas por dança do ventre, rsrs… Agora vou ver os vídeos…

    Bjus

  4. Mel disse:

    Então… De um modo geral sou muito mais a Elis! Aliás, sempre gosto de ver a Elis dançar, é uma bailarina que curto bastante e agora fazendo aulas com ela também posso dizer que ela tem uma didática muito boa e foca bastante na consciência corporal.
    A Martina nunca tinha visto, o estilo dela não faz minha cabeça. Muito “forte”, digamos assim. Mas tem uns passos de impacto que ela fez na hora certa que ficaram bem legais. Gostei bastante da sequência que começa no 3:22 e termina no 3:33 com aquele redondo grande com giro de cabeça, deu um impacto bem legal e também da sequência de giros que começa no 3:43 e termina no 3:47 (cujo deslize só foi possível porque ela está de salto, hehehe), ficou bem bonito.

  5. Larissa Branquinho disse:

    Estou encantada…Eu vi tb uma outra apresentação linda com essa música com os tal fan veil…Não sou muito chegada em novidades desse tipo, mas ficou luxo tb, se quiserem ver…É de uma bailarina daqui de Goiânia, tb da KK, achei maravilhoso!

    Mas voltando às duas, eu achei incrível o quadril super sinuoso da Elis, eu sempre me rendo a ela, ela é incrível, muito forte cenicamente e com isso sempre me encanta! Já a Martina, estou emocionada…Muita gente acha q o estilo libanês é sem sentido, muito forte, sem arte e sem emoção…A Martina botou fogo no palco sem perder a dramaticidade e com muita classe. Amei a abertura no final, de forma lenta, bem desenhada, os giros em sequencia, desafiando ouvidos menos preparados, com uma leitura nada óbvia. Amei as duas!

  6. Samantha Monteiro disse:

    Yearning pra mim é uma paixão, muito próxima do amor doentio… Amo essa música, ela me arrepia, me faz chorar, me faz viajar… mas dançá-la é realmente privilegio de bailarinas de alto nível. Já vi muitos vídeos, e esses dois foram os melhores que eu já vi até hoje. Mas ainda tenho a sensação de que ainda falta “alguma coisa” (que não sei bem o que e talvez nem chegue a saber).
    Juro que até tentei dançar ela uma vez… e o resultado foi a PIOR apresentação dos meus 10 anos de dança… Traumatizei, deletei o vídeo… ela continua sendo pra mim um ideal a atingir….

  7. Elisa Mills M disse:

    Gostei muito da performance dessa bailarina, achei super feminina, me deu até vontade de aprender a dançar como ela, muito intuitiva, acho que se misturar a Elis comum pouco dela fica perfeito! ah… não consegui abrir o vídeo da Martina Câncio, bjs. https://www.youtube.com/watch?v=0lA-hlIDdCU

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s