Se conselho fosse bom, a gente não dava, mas…

Por que dançamos?

Posso falar por mim: pra ser mais feliz.

Se esse não é o motivo de 90% das bailarinas de dança oriental, quero ser de outro planeta.

Mas aonde queremos chegar se tudo que escorre pela nossa fala e/ou escrita é indignação, frustração e diminuição da competência alheia?

Como propagar que seu princípio é dançar para ser feliz se sua ação nos mostra o tamanho da sua infelicidade?

Segue seu caminho, mulher. Segue sua luz, sua paz e todo potencial que você tem para ser a mais feliz de todas.

É assim que você pode contribuir para que outras também achem seus caminhos.

Não perca tempo com mesquinharias, com disse-me-disse!

Não propague esse tipo de sentimento.

Quem cultiva fel, só terá fel de volta.

Minha experiência é minha, não sei se lhe serve, mas fica aí a dica: cria um campo de força imaginário e coloca dentro dele apenas quem vale a pena.

Os outros? Deixe-os de fora. Deixe que o mundo se encarregue deles.

Anúncios

Sobre lorymoreira

Baiana, blogueira e apaixonada por música e dança árabe!
Esse post foi publicado em Uncategorized e marcado . Guardar link permanente.

Uma resposta para Se conselho fosse bom, a gente não dava, mas…

  1. JuSobral disse:

    Lory! Massa seu texto. Já reclamei muito, mas agora estou na luz….Quem dança não pode ser mesquinho. Aprendi. Beijo com amor

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s