Duas coisas que vocês precisam ver

1. Ler, com urgência, o trecho da entrevista com a Randa que a Daiane disponibilizou no blog dela. Não tem nenhum novidade, só afirmações daquilo que a gente fala sempre: dança sem emoção não é dança do vente.

“Eu vejo as pessoas que pensam que são dançarinas do ventre, mas elas não são. Eles estão longe de serem dançarinas do ventre, porque não têm sentimentos em sua dança. Dança do ventre é muito mais do que isso, você como um dançarino precisa apresentar tudo o que você tem. Se você tem apenas a técnica, o público vai ficar entediado dentro de 5 minutos de olho em você. Você deve ter sentimento, técnica e expressão, você deve ter o pacote inteiro para executar a verdadeira dança Oriental.”

2. E pra mostrar que, sim, existem verdadeiras dançarinas do ventre fora do Egito: assistir, estudar e se emocionar com essa dançarina aqui, a Marwa, do Chile.

Observem como ela destrincha a música com o quadril, lendo cada nota de forma preciosa e emocionada. Os braços também são um show à parte – sem aqueles movimentos pra lá de exagerados e cheios de jazz ou ballet.

Braços harmônicos, quadril fantástico, leitura linda (e bem melódica, do jeito que eu gosto), dança emocionada, figurino perfeito e a melhor música árabe de todos os tempos.

Anúncios

Sobre lorymoreira

Baiana, blogueira e apaixonada por música e dança árabe!
Esse post foi publicado em Uncategorized e marcado , , . Guardar link permanente.

5 respostas para Duas coisas que vocês precisam ver

  1. Obrigada por compartilhar Lory, gostei da Marwa. Com certeza ela está muito mais preocupada com a música e com o momento do que em ser uma bellystar. Daquelas bailarinas que vc assiste com interesse, por ser uma leitura diferente e artística.

  2. Samara Leonel disse:

    Que pérola, Lory! Vc sempre teve o dom de achar coisas fantásticas, né? Beijo

  3. Hanna Aisha disse:

    Oi, Lory
    É clichê dizer que “Enta Omri” é minha música preferida ever? heheeheh

    Gostei muito dela, percebe-se que ela dançou com naturalidade e sentimento. Incrível com faz diferença, né? Mas eu acho que que é um estágio de maturidade a ser alcançado pela maioria avassaladora das bailarinas, inclusive eu.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s